Quais são os melhores Procedimentos Estéticos indicados para cada idade?

Tempo de leitura: 3 minutos

Em cada nova etapa de nossa vida enfrentamos desafios diferentes. E isto em todas as áreas. Vamos aprendendo a lidar com questões familiares, profissionais, na maioria das vezes de uma forma mais madura e segura. Mas quando falamos em aparência, autoestima, o movimento pode ser contrário e nos pegamos assustados com a passagem do tempo.

A busca pela beleza e jovialidade é algo que pode ultrapassar limites, se não tomarmos cuidado. Este tipo de comportamento faz aumentar a nossa ansiedade por Procedimentos Estéticos e não nos damos conta que cada idade possui uma demanda específica. Por isso é importante buscar sempre a orientação do profissional que tem um conhecimento profundo sobre o assunto, para fazer o que é certo para aquele momento.

E quando o nosso olhar se volta para a estética?

Na verdade desde sempre. Dentro da Odontologia Estética as mudanças podem ser observadas desde muito cedo, pois mesmo crianças já estamos ligados ao nosso sorriso. Primeiramente somos levados ao consultório para corrigir um problema funcional, mas que no final também proporcionará um resultado estético satisfatório. E a partir daí se abre um novo mundo para nós. Nos damos conta do bem-estar que o belo nos proporciona, do quanto pode melhorar nossa interação social, e voltamos nosso interesse com mais frequência para a busca de novos procedimentos. Para os cuidados com a saúde do sorriso nunca é cedo ou tarde demais, o que precisamos observar é em relação aos diversos procedimentos ligados à Estética Orofacial.

shutterstock_218870788

20, 30, 40, 50… é preciso cautela para bons resultados

Aos 20 anos podemos basear os cuidados estéticos em procedimentos mais superficiais, pois a pele começa a dar sinais de envelhecimento, mas nada muito notável. As pessoas primeiramente pensam na aplicação da Toxina Botulínica, mais conhecida como Botox, como prevenção, mas para isso é preciso uma avaliação criteriosa, pois nem sempre existe esta necessidade. Nesta idade o ideal é dar uma geral no sorriso, pensar na possibilidade de uma lente de contato para corrigir falhas, ou até mesmo lançar mão do aparelho ortodôntico estético, um clareamento quem sabe, ou seja, abusar de técnicas sutis que irão destacar ainda mais a beleza da juventude.

Podemos considerar que aos 30 anos já é chegada a hora de rever os conceitos e começar a investir nos procedimentos minimamente invasivos, pois a pele começa a perder o colágeno. E o Colágeno tem importância fundamental porque é ele que garante a firmeza e elasticidade da pele.

O Botox aqui já pode ser recomendado em alguns casos e também preenchimento com Ácido Hialurônico, mas em lugares bem pontuais da face. Nesta idade ele é bastante aplicado nos lábios, com o objetivo de volumização ou somente para hidratar, e para amenizar o bigode chinês.

Aos 40 e 50 anos, o rosto já pede por uma redefinição de contorno maior do que nas idades anteriores, principalmente dos 50 anos em diante. É interessante continuar com todos os procedimentos citados, como Botox e preenchimento com Ácido Hialurônico, realizados agora com mais frequência e em áreas maiores, mas sempre com cautela, pois nesta fase o resultado tende a ficar mais artificial se não for feito por um profissional que não tenha o domínio da Estética Orofacial. A colocação dos Fios de Sustentação é uma boa opção, para complementar todo o tratamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *